WW Chicago: Millar e Hitch assumem o Quarteto Fantástico

0
248

Atenção! Esta notícia contém informações sobre histórias ainda não lançadas no Brasil.

Depois de meses de muita especulação, foi finalmente revelado qual será o novo projeto dos criadores Mark Millar e Bryan Hitch. Os responsáveis por Os Supremos serão agora a dupla criativa do título mensal do Quarteto Fantástico.

O anúncio, feito durante a Wizard World Chicago, atraiu a atenção e curiosidade de todos. Uma das principais características de Os Supremos, durante os dois volumes da série, foram os constantes atrasos do artista Bryan Hitch. E assumir um título mensal era algo que ninguém esperava.

Quando questionado sobre sua capacidade de se manter dentro de um cronograma, Hitch abriu o jogo. “Até a minha mulher, que não me conheceu fazendo outra coisa que não fosse Os Supremos, acha que essa mudança foi boa pra mim”, brincou o desenhista. Ele disse que Os Supremos foi um título extremamente difícil, claustrofóbico e denso. Aliado a isso estava sua vontade de fazer a melhor arte possível, e revisões constantes nas páginas acabaram levando aos atrasos. O Quarteto Fantástico, segundo o artista, é bem mais leve, bem mais tranqüilo de se desenhar. A pressão é menor e suas neuroses a respeito de sua própria arte estão mais controladas. Hitch ainda lembrou que antes de Os Supremos, não tinha a reputação de atrasar e é a fama por ser pontual que ele quer voltar a ter. Sobre as ferramentas para atingir esse objetivo, Bryan foi sucinto: “Eu estou desenhando mais rápido”.

Mark Millar explicou que Quarteto Fantástico chegou até eles por acaso. Os dois iriam assumir os X-Men. Mark já tinha feito uma longa pesquisa a respeito dos mutantes. Sem esperar, ele ficou sabendo que J. M. Straczynski estava deixando o Quarteto e que uma nova equipe criativa ainda não tinha sido contratada. Mark ligou para Bryan e ambos conversaram durante horas sobre o que eles poderiam fazer com os personagens. Decididos a assumir o Quarteto, foi uma questão de acertar os ponteiros com os editores e começar a trabalhar. Millar ainda enumerou uma série de motivos que o levaram a escolher esse trabalho, sendo o principal deles a possibilidade de fazer parte de uma lista de artistas que conta com nomes como Stan Lee, Jack Kirby e John Byrne. Além dos três, ele ainda citou a fase de Walter Simonson como outra importante fonte de inspiração.

Apesar da vontade de honrar esses grandes nomes, Millar e Hitch não querem repetir as fórmulas que outros criaram. Nas palavras de Mark, “quando Galactus aparece pela trigésima vez, você já sabe que ele não conseguirá devorar a Terra”. Para ambos, o que caracterizava as grandes histórias do Quarteto era o senso de inesperado. Cada número poderia trazer os conceitos mais estranhos do universo. E todos esses conceitos eram aceitos por causa do lado humano do grupo. O que trazia sustentação para as histórias eram as relações entre os personagens, o lado família de um grupo de super-heróis.

Apesar do Dr. Destino fazer parte dos planos da dupla, eles disseram que novos vilões serão apresentados e que a série Além da Imaginação talvez seja a principal fonte de informação para o que eles pretendem fazer durante as primeiras doze edições. A permanência dos dois depois desses doze números vai depender de vários fatores, mas Millar já adiantou que não pretende largar o título tão cedo.

Vale lembrar que anteriormente foi dito que o projeto secreto de Hitch e Millar envolveria três heroínas, uma dos anos 40, uma dos 60 e outra atual. Na época, Millar falou que uma delas seria a Miss América (leia aqui e aqui).

Além de Quarteto Fantástico, Millar ainda revelou que está trabalhando em 1985: Haunted. Uma história que se passa um ano depois das Guerras Secretas originais e que será focada nos vilões. Essa série é desenhada por Tommy Lee Edwards, um artista que, segundo o escritor, atingirá o panteão dos grandes desenhistas assim que o título for lançado. Esse lançamento deve acontecer por volta do aniversário de 25 anos do lançamento de Guerras Secretas. Millar ainda disse que 1985 é o trabalho do qual ele mais se orgulha.

Fonte: HQ Maniacs

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.