Civil War: “manifestações” promovem o encadernado da saga

0
348

Com cartazes e faixas nas mãos, palavras de ordem gritadas a todo pulmão ou com ajuda de megafones, dezenas de manifestantes (alguns trajados de Homem-Aranha, Thor e de outros personagens da Marvel Comics) paravam transeuntes e carros em uma rua da cidade de Winter Park, Flórida, nos Estados Unidos.

A turba estava dividida em duas facções, cada uma defendendo um lado da recente guerra civil que abalou o universo da “Casa das Idéias”. Assim, frases como “Capitão América traidor!”, “Terminem a guerra!” e “O Registro é lei!”, escritas nos cartazes, mostravam a favor ou contra quem eram os protestos.

Tudo isso aconteceu no último dia 14 de abril e foi uma divertida jogada de marketing organizada pela A Comic Shop para promover as vendas do encadernado da saga Civil War.

Os “protestos” se referiam ao Ato de Registro Super-humano, lei promulgada pelo governo norte-americano nas histórias em quadrinhos da Marvel e evento causador da guerra civil protagonizada pelos super-heróis da editora.

Se a “manifestação” resultou em aumento de vendas na A Comic Shop, ainda não é de conhecimento público. Mas a brincadeira ganhou destaque em TV, jornais e sites dos Estados Unidos.

A loja de quadrinhos A Comic Shop é mesmo especialista em chamar a atenção. No ano passado, a gibiteria deu início a uma campanha de divulgação que utilizava mulheres seminuas em suas peças publicitárias, idéia que parece ter dado tão certo que continua sendo usada.

Notícia retirada do Universo HQ

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.