Filme com Santoro provoca polêmica nos EUA

0
342

O lançamento de 300 de Esparta, adaptação dos quadrinhos de Frank Miller para o cinema, causou discussão nos Estados Unidos. Em entrevista à imprensa mundial, o diretor do longa, Zack Snyder, teve de enfrentar perguntas sobre qual dos personagens seria equivalente ao presidente George W. Bush.”Bush seria Leônidas ou Xerxes?”, questinou um dos repórteres presentes à entrevista. O jornalista viu semelhanças do presidente com o personagem Xerxes (vivido por Rodrigo Santoro), imperador persa que liderou seu exército contra cidades gregas em 480 a.C., guardadas por guerreiros fanáticos, a fim de terminar o trabalho que seu pai havia deixado inacabado.

Segundo reportagem do jornal americano The New York Times, outro repórter argumentou que Bush também poderia ser Leônidas, o rei espartano que defendeu a liberdade a qualquer custo.

 

O diretor do longa fugiu da polêmica e argumentou que, ao fazer o filme, não pretendia fazer nenhuma das analogias levantadas pelos jornalistas. Mas, de acordo com o jornal, ele percebeu que tinha em suas mãos um filme com potencial de alimentar a polêmica contra o presidente norte-americano -por conta da guerra do Iraque, que desagradou o povo e fez com que seus índices de popularidade despencassem-, ou a favor dele -para aqueles que o enxergam como o “perseguidor” da liberdade.

Agora é esperar o longa chegar por aqui para analisar. 300 de Esparta estréia nos Estados Unidos nesta sexta-feira (9), mas a previsão de entrar em cartaz nos cinemas brasileiros é apenas em 30 de março.

Fonte: G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.