Vertigo, ABC e Wildstorm na Pixel: o que muda no mercado?

0
520 views

O material das linhas Vertigo, Wildstorm e ABC vai ser publicado neste ano pela Pixel. Os três selos estão vinculados à editora norte-americana DC Comics e incluem títulos que eram publicados por outras editoras brasileiras, como Preacher, Fábulas, Authority, 100 Balas e algumas das revistas escritas por Alan Moore (caso de Tom Strong).

A informação foi noticiada nesta sexta-feira pelo site Universo HQ e foi confirmada hoje à tarde pelo editor-chefe da Pixel, Odair Braz Junior. Segundo ele, o contrato foi assinado no começo desta semana e dura cinco anos. Os primeiros lançamentos devem ocorrer dentro de dois meses. "A gente queria lançar em março, mas está meio em cima. Deve ficar para abril", diz.

A Pixel participou de uma longa negociação no semestre passado para ter os direitos de todas as publicações da DC Comics. Mas não conseguiu. Os títulos de super-heróis ficaram com a Panini, editora que já vinha publicando as histórias no Brasil (leia mais aqui).

Braz Junior diz que o novo acordo, na prática, foi uma volta à primeira proposta feita à DC. "O plano original da Pixel sempre foi publicar Vertigo e Wildstorm. Eles haviam pedido uma proposta para todo o universo DC", diz. "A gente acha que Vertigo e Wildstorm fazem mais sentido para a nossa realidade, que é apostar em livrarias".

O que muda na prática?

A edição dos títulos da DC fica mais coesa no Brasil, algo que há anos não ocorria. Duas editoras passam a concentrar os vários títulos da empresa norte-americana. Panini fica com super-heróis; Pixel, com os demais (à exceção de Sandman; leia mais abaixo).

A mudança também aumenta em alguns pontos a temperatura da disputa editorial no Brasil. Se já houve concorrência forte de mercado em 2006 -e houve- a tendência se acentua em 2007. O campo dessa disputa vai ser nas livrarias, área que a Panini já anunciou que vai investir.

O reflexo prático disso já é sentido. A Devir, que em tese seria a grande prejudicada pela perda de títulos da Vertigo e ABC, optou por não esperar uma definição da DC e diversificou os lançamentos para este ano. Atitude que se revelou acertadíssima. Vai publicar desde Tartarugas Ninjas a obras do quadrinho alternativo norte-americano e francês.

A Pixel, que estreou no mercado há um ano, segue a mesma linha. Se já tinha um quadro alternativo de obras (que tinha como carro-chefe o italiano Corto Maltese), amplia ainda mais seu espaço no mercado e a disputa com outras editoras nas livrarias.

Em tempo: a mudança não afeta Sandman, série lançada pela Conrad. A editora manteve um contrato separado de (re)publicação de toda a obra (leia mais na postagem de 28 de dezembro).

Fonte: Blog dos Quadrinhos

Confira aqui, a entrevista concedida pelos editores da Pixel ao Universo HQ sobre os planos da editora para Vertigo, Wildstorm e ABC.