Confira crtica do filme Quarteto Fantstico e o Surfista Prateado (site Cinema com Rapadura)

1
796 views

Confira abaixo a crtica do filmeQuartetoFantstico e o Surfista Prateadofeita porThiago Sampaiodo site Cinema com Rapadura.

Cotao: (7/10)

Esta continuao de Quarteto Fantstico consegue superar muito o filme original, apesar do roteiro superficial. Efeitos espetaculares e um Surfista Prateado impecvel fazem deste filme uma tima diverso, captando parcialmente a essncia dos personagens dos quadrinhos.

H dois anos atrs, a to esperada adaptao para os cinemas do Quarteto Fantstico foi lanada (o medonho filme produzido por Roger Corman em 1994, banido aqui no Brasil, no conta), mas apesar do sucesso de bilheteria, o resultado final deixou muito a desejar em termos de qualidade. Isso devido o projeto ter cado nas mos do inexperiente diretor Tim Story, que conseguiu transformar a aventura em uma comdia pastelo meia boca. Pois bem, eles precisavam de um chamariz extra para que a continuao no fosse vista com olhos tortos. E eles foram felizes na escolha: a apario do Surfista Prateado nas histrias do Quarteto proporcionou um dos momentos mais emocionantes da saga da famlia de fantsticos nas HQs. A incluso do Surfista no filme deu um ar de seriedade extra, alm de abrir um leque de opes para cenas de ao interessantes.

Na trama, Reed Richards (Ioan Gruffudd) e Susan Storm (Jessica Alba) esto prestes a se casar. Porm, durante a cerimnia, algo estranho surge nos cus de Nova York. Trata-se do Surfista Prateado (Doug Jones), um ser aliengena que possui grandes poderes e que trabalha como arauto de Galactus, o destruidor de planetas. O Surfista veio Terra para prepar-la para ser destruda por seu mestre, mas para atingir seu objetivo, precisar enfrentar o Quarteto Fantstico. Reed, Sue, Johnny (Chris Evans) e Ben (Michael Chiklis) precisam desvendar o mistrio da chegada do Surfista na Terra, enquanto enfrentam o surpreendente retorno de seu inimigo mortal: Victor Von Doom (Julian McMahon), o Doutor Destino.

Apesar da j citada melhora, nada implica que Tim Story tenha se tornado um bom diretor, pois ele nada mais faz do que o bsico e visivelmente, o filme nas mos de um diretor mais experiente tinha tudo para ser excelente. Seu principal defeito continuar a insistir nas piadinhas sem graa, em grande maioria, encaixadas em momentos inoportunos. Algumas tiradas at funcionam quando feitas de maneira natural, explorando as caractersticas de cada personagem como o Coisa, com seu humor irnico, se refere ao Surfista como bibel mas a maioria soa forada. Precisava abusar tanto do poder do Sr. Fantstico (sua elasticidade) para fazerem tantas piadas? A das pernas bambas antes do casamento foi pfia. A franquia Homem-Aranha um belo exemplo de como um filme de super-heri pode mesclar ao com humor sem cair no ridculo. Vale lembrar que o excesso de merchandising chega a tirar a seriedade do longa, pois cenas so encaixadas apenas com esse intuito. O close no logotipo da Dodge na frente do Fantasticarro chega a ser revoltante.

O roteiro de Mark Frost, agora acompanhado de Don Payne, continua raso, sem se aprofundar em questes interessantes, como as origens do Surfista Prateado e do Devorador de Mundos, Gallactus, que, todo bom conhecedor de quadrinhos sabe que so histrias com fortes apelos psicolgicos. No filme, esses detalhes so apenas citados por cima, e o que Frost e Payne fazem apenas aproveitar duas histrias conhecidas das HQs o casamento de Reed e Sue; e bvio, a apario do Surfista -, e aplic-las em uma frma de bolo, aproveitando apenas as vertentes bsicas e usando-as como pano de fundo para a ao. Por outro lado, o fato de no necessitar apresentar as origens dos poderes como no primeiro, abriu muitas novas oportunidades de desenvolver as personalidades de cada protagonista e at mesmo um maior nmero de cenas de ao.

Conhecemos mais a fundo o Dr. Reed Richards; o homem politicamente correto, estudioso acima de tudo, e muito apaixonado por sua noiva Sue, mas que a diviso de tempo entre a Cincia e o noivado acaba por trazer problemas, um ponto muito bem focado pelo roteiro. Um certo monlogo do personagem para o General Hager (Andr Braugher, de Poseidon), em que ele fala que em sua infncia nunca tentou ser um lder de um time de futebol, e apenas estudava como um legtimo nerd, retirada de maneira idntica de uma HQ. Os fs que reconhecero o monlogo, certamente iro delirar. Sue Storm, por sua vez, tem uma importncia extrema na trama, pois ela a grande chave da ligao entre o Surfista e os terrestres e ainda tem que dividir seu tempo arrumando o noivado, j que Reed mais se dedica aos estudos que a vida social, e servir de figura materna para o irmo rebelde.

J Johnny Storm praticamente o protagonista do filme. Alm do seu j conhecido jeito canastro, mulherengo e fantico por show business, conhecemos agora seu lado mais humano e amargurado consigo mesmo. Seu contato com o Surfista fundamental para o desenvolver da trama, mobilizando todos os demais personagens. J o Coisa, percebemos uma evoluo em relao ao filme anterior, pois aquele ser amargurado j est mais ciente de sua situao e se encontra acomodado ao lado de Alicia Masters. Coisa e Johnny se apresentam em situaes opostas a que aparentavam, nenhum est feliz por completo, e mesmo com as implicncias mtuas, a amizade entre eles mantm uma sensao firme de paz interior. A tima cena do dilogo entre os dois em um bar a clara representao disso.

Vale ressaltar que todas as interpretaes evoluram, pois se apresentam bem amadurecidos. At Ioan Gruffudd, que nem de longe aparentava ter o ar de superioridade de Reed Richards, se mostra mais idetificado com o papel, apesar de sua jovialidade ainda ser um incmodo para os fs do personagem (j que nas HQs ele tem por volta de 50 anos). Jessica Alba (com exageradas lentes azuis) continua com carinha de adolescente, e apesar do peso maior de sua personagem, a que menos apresenta mudana em relao ao primeiro filme. E novamente, Chris Evans e Michael Chiklis roubam a cena, mostrando terem sido escolhas acertadas para encarnar o Tocha-Humana e o Coisa.

Entre mais detalhes, o que certamente se mostra o grande ponto fraco o retorno do Doutor Destino. Vivido de maneira canastrona ao extremo por Julian McMahon (o que visivelmente enfraqueceu o filme), o personagem j no arranca mais tanto interesse do espectador, visto que esse j se encontra concentrado demais com a trama do Surfista, causando um desvio de ateno. Visto que sua apario tem o nico intuito de criar uma emocionante cena de luta ao fim, o personagem poderia sim muito bem ser cortado do roteiro e ser substitudo por algum outro vilo, ou porque no, dar uma maior nfase ao Gallatus, um dos viles mais temidos das HQs. A apario de Gallactus se d de uma maneira criativa (visto que nas histrias, ele no possui forma fsica, e cada ser de diferente planeta o enxerga com uma forma diferente), mas to rpido que fica um gostinho de quero mais. Para um filme que possui apenas 89 minutos, no faria mal nenhum uns vinte minutos a mais e, assim, focar mais as conspiraes do Devorador de Mundos. Outro detalhe relevante a apario do Fantasticarro, elemento essencial nas histrias do Quarteto, que se apresenta de maneira bem positiva. Conseguiram fazer um carro conversvel voador soar real e no parecer piegas, como perigava.

Agora, inegvel que os efeitos especiais sejam o grande destaque do longa. No poderia ter havido deciso mais acertada do que contratar a Weta Digital (de Peter Jackson, a mesma de O Senhor dos Anis) para cuidar desse departamento, que evoluiu de maneira estrondosa em relao ao filme anterior, justificando o alto oramento de 130 milhes de dlares. Os poderes de todos (principalmente do Tocha Humana) esto mais crveis, proporcionando uma emoo enorme nas cenas de ao. Bom destacar: o impacto das cenas de ao no se deve a conduo fraca de Tim Story, e sim ao realismo dos efeitos. A perseguio do Tocha ao Surfista no tnel, a salvao a montanha-russa e, finalmente, o clmax quando Tocha adquire poderes extras (para os leitores das HQs, ele se transforma no Super Skull, nome no citado no filme), so momentos de extrema tenso para o espectador.

Finalmente, ele: o Surfista Prateado. Bem mais do que um chamariz, a razo de tamanha evoluo de qualidade desta continuao para o original. Utilizando a mesma tcnica usada para fazer o Gollum de O Senhor dos Anis, com um ator (o mmico Doug Jones, de O Labirinto do Fauno) servindo para captar os movimentos e o todo o resto criado digitalmente, foi possvel transformar um Surfista realista, perfeito! Todos os movimentos, o brilho e at mesmo as expresses faciais de Doug Jones caram como uma luva na retratao fidelssima do personagem dos quadrinhos. Tudo ainda reforado com a potente voz de Laurence Fishburne. Suas cenas so sem dvidas os melhores momentos do filme e fica uma decepo pela sua histria no ser melhor aproveitada, pois ele sem dvidas um dos personagens mais complexos da Marvel Comics. Porm, o gancho explcito no fim do filme deixa mais do que claro que a inteno era deixar os aprofundamentos sobre o brilhoso para um futuro filme solo. E esse sim promete ser espetacular!

Nesse segundo episdio felizmente vemos que conseguiram captar o clima exato que as histrias do Quarteto tendem a propor, misturando mistrio, assuntos familiares, muita ao e humor. A famlia de heris da Marvel sempre teve um perfil interessante a ser abordado nos cinemas, e esse filme a mostra que os personagens por si s garantem uma grande diverso, mesmo estando em mos fracas. Nas mos de um bom diretor (e no um que parece sempre estar dirigindo comdias lights) e um bom roteirista, um filme marcante das adaptaes de quadrinhos poderia surgir. Por enquanto, nos contentamos com esse Quarteto Fantstico e o Surfista Prateado, que ainda apresenta uma srie de defeitos, mas s em mostrar uma considervel evoluo em relao ao filme anterior, merece um ponto de confiana.